domingo, 27 de setembro de 2009

Caderno de assinaturas

Para completar o trio Maternidade Luísa, fiz um caderno de assinaturas para as visitas deixarem um recadinho na hora de apreciar essa benção.

Encapei com tecido e fiz costura japonesa. O caderno tem 16,5 x 25, com 50 folhas.

Na capa, eu usei recortes de MDF. Uma bailarina, que eu decorei com strass e gliiter, para combinar com o tema do quarto da Luísa e as letras eu pintei com tinta acrílica e joguei por cima glitter dourado.

Missão comprida!

Porta-maternidade

Para anunciar pra todo mundo que a Luísa chegou, eu fiz esse enfeite de porta pra mamãe Camila pendurar na porta do quarto, lá no hospital. A Caru, que me encomendou, queria que eu fizesse com os sapatinhos de papel.

Gente! Olha só que gracinha ficou! Parece de biscuit!

Para acentuar o nome, eu coloquei o alfinete como acentuação!

Para afivelar, eu sei uma flor de tecido e colei alguns apliques com temática baby.


Ficou tão fofinho que dá vontade de apertar e pegar pra mim!

Lembrancinhas de maternidade

Tempo recorde! 5 dias para decidir o que fazer de lembrancinha de maternidade, comprar os materiais e confeccioná-las. Quem mexe com essas coisas sabe como é trabalhoso pensar e executar cada detalhe. A Caru está me propondo encomendas Sedex (daquelas pediu, eu fiz, chegou) que é mais desafiador do que qualquer atividade de fóruns que eu frequento. Explico. Eu trabalho em horário comercial em uma editora e só me resta os finais de semana para fazer as produções.
A sobrinha dela, Luisa, era pra ter nascido hoje, domingo, e eu tinha que entregar tudo pronto ontem. Eu só consigo terminar ontem à noite, mas ela nasceu à tarde de sábado.
Ainda bem que as visitas vão começar no domingão. Assim, ninguém fica sem lembrancinha!
Resolvi fazer latinhas recheadas de pastilhas de chocolate, o famoso confete. Em cada latinha, na tampa, eu usei o kit Pregnancy Paulinha da Cris Oliveira, que tem coisas lindas na lojinha dela. Em volta, eu coloquei fita e colei um strass em cada uma.

Depois embalei tudo!

Amarrei com linha de bordar e colei uma falsa tag feita de carimbo datador.

De um lado da tag, eu marquei a data de nascimento e no verso coloquei uma frase de agradecimento.

Foram 40 latinhas, mas eu fiz mais 10 de brinde pela fidelidade da Caru para com meus produtos.
Bem-vinda, Luísa! Mais uma corintiana pro bando de loucos! Hahaha! É nóis!

Cartão de aniversário

Quem completou mais um ano de vida, foi a Mônica que senta ao meu lado no trampo. Como eu não tinha muito tempo pra fazer um cartão mais elaborado, eu simplesmente liftei esse aqui.

É lift, mas não deixa de ser gracioso!

Parabéns, Mô!

Novidades fresquinhas!

Lembram desse miniálbum? Pois é, foi o vencedor da primeira etapa do Concurso Híbrido/Artesantal que está acontecendo no DSM. Eu quase caí pra trás quando eu vi o resultado! Para entender o porquê, leia a história desse mini.
Agradeço a Dani, da http://www.arteinfinita.com/, que patrocinou essa etapa e teve a responsabilidade de escolher o vencedor e o pessoal do fórum, que eu amo tanto!
A outra novidade é que agora eu sou uma colaboradora do blog Traça e Cia. A Cris e a Nathy me fizeram um convite e eu que tenho "poucas" responsabilidades na vida, aceitei. Fiz isso porque estou resgatando algo que deixei no fundo da gaveta que é escrever e falar sobre livros. Isso me lembra da minha amiga, Kátia. Ficávamos horas a fio conversando sobre: Por que gostamos tanto de ler? E o melhor é que ela me entendia como nenhuma outra me entendeu. Muitas vezes não consiguiámos explicar porque a gente se encanta tanto com Clarice ou Guimarães Rosa. Por que eles nos enlaçam nas suas histórias como se fizessem parte nossas vidas? A gente não sabia explicar direito, mas a Kátia me entende muito bem.
É esse encantamento que flutua entre um livro e outro que vou tentar falar no Traça. Nada de análises críticas, conceitos teóricos, nada disso. Serão apenas resenhas pessoais, sim, com um ponto de vista particular, sim! Já me bastou 8 anos de faculdade de Letras e 4 de jornalismo escrevendo "conotativo e imparcialmente"! Agora, estou livre! Hahahaha!!
Além disso, recebi outro convite da minha querida amiga Laurinha. Mas isso é um outro segredo que preciso evoluir com calma. Breve outra novidade!

O amor está em crise?

Mais um casal que decide unir seu amor. Chegou a hora e a vez da Vanessa, da editoria de Ciências, na editora em que eu trabalho. Para comemorar essa incrível data, suas amigas encomendaram o famoso cartão, o xodó das festas e comemorações. É impressionante como esse modelo caiu nos braços da galera. Esse deve ser o terceiro que faço. Já faço de olhos fechados!


Eu estava louca pra usar esse papel com tons pasteis! O mais legal do pessoal que me pede uma encomenda, é que eles me dão carta branca pra fazer o que eu quiser. Puta confiança, não é? Quando me deram a dica que a Vanessa iria adorar qualquer criação mais delicada, romântica e com tais tons, não tive dúvidas.

Todas as tags foram enfeitadas com carimbos.

Vou confessar que quando eu era criança, eu odiava essa cor bege. Odiava esse lápis de cor. Eu achava que ela não servia pra nada. Tanto que eu vivia jogando o lápis no chão pra quebrar a ponta, apontava, jogava no chão de novo, apontava e jogava e apontava...Demência total!

E não que é que esse lápis de cor era o mais resistente? Nunca quebrava o grafite e era sempre a cor que eu mais acumulava de um outro para o outro.
Por isso, no fundo eu fiquei um tanto receosa de fazer nessas cores. Vai que a Vanessa também era como eu! Mas felizmente ela adorou!
Felicidades nessa nova estapa da vida!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Seguindo Recado de geladeira - Meu primeiro blog

Toda vez que eu atualizar meu outro blog, vou disponibilizar um link aqui. Espero que vocês passem a frequentá-lo também!
A ideia era postar o texto que escrevi neste blog, mas decidi que nesse espaço somente papos de artesanatos e no outro simplismente só escrever.

Um beijo!

Recado de geladeira

domingo, 20 de setembro de 2009

Balinhas

Mais uma encomenda solicitada pela Caru. Ela me pediu que eu fizesse lembrancinhas para a irmã dela, que está grávida da Luísa, distribuísse para os visitantes do chá de bebê. Como foi bem em cima da hora, a única opção que tive era fazer essas embalagens para balinhas Tic-Tac.

Ao todo foram 40 unidades. Passei sexta à noite e sábado inteiro me dedicando só a isso, pois a entrega era no domingo.

Eu ainda coloquei todos dentro de saquinhos plásticos e amarrei com fita e tag carimbada.

No final, tudo deu certo. Consegui terminar no prazo e todos adoraram!

Ufa!

domingo, 13 de setembro de 2009

Pacificamente

Desde que eu descobri os trabalhos dessa australiana, eu selecionei vários trabalhos na minha pasta de favoritos para liftá-los ou apenas me inspirar.
Como a minha primeira tentativa de fazer um LO com tintas para essa foto não deu certo, eu resolvi pedir emprestado um pouco do talento dos outros.

O que mais gosto nos LOs da Loretta é a forma como ela usa as costuras. Foi a primeira coisa que fiz. Só que as minhas saíram bem mais anormais do que as dela.

Eu adoro fazer páginas com fotos que tematizam o verão. É tudo tão quente e vibrante. Passa uma energia de abraço sorridente.

É incrível como a gente consegue ir aproveitando todos os retalhos. Às vezes um raminho, um galho, flores já servem para um composição cheia de sobreposições.

Pra deixar o sol ainda mais característico, recortei um miolo no formato de flor e fiz uma borda em volta com caneta preta.

O silêncio de Clarice Lispector

Tá rolando no DSM o Concurso híbrido/artesanal. Serão 7 etapas quinzenais, todos com super prêmios e no final do ano aquelas que participarem de todas as fases vão concorrer a um baita cesta.
A primeira etapa era fazer um miniálbum a partir de um template de flor. O meu maior desafio foi pensar em alguma coisa que não levasse foto. Minha impressora deu o cano e a tinta acabou. A única coisa que veio a minha cabeça foi escrever. Óbvio!!
Então plim! Resolvi dedicar meu mini a toda poderosa senhora de todas as deusas, minha imortal Clarice Lispector.

Só usei papeis Webster's Page, afinal ela merece um capricho exato. Na capa e contra capa, eu usei o templante de flor.

As páginas internas formaram o miolo da flor. Em cada um, coloquei uma frase retirada de vários livros da bruxa. São frases que provocam uma intimidade entre nós. Frases que significam muito para mim.
Nessa página, eu escolhi: A palavra é o meu domínio sobre o mundo.

Saudade é um dos mais urgentes sentimentos que existem.

E ela não passava de uma mulher...inconstante e borboleta.

Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Acho que sábado é a rosa da semana.

Todos os dias, quando acordo, vou correndo tirar a poeira da palavra amor.

Ando de um lado para outro, dentro de mim. Estou bastante acostumada a estar só, mesmo junto dos outros.

Quando terminei, eu sorri e me dei conta que vou ter que fazer um mini em homenagem ao Guimarães Rosa, senão ele vai ficar morrendo de ciúmes.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Liftando um ídolo

A primeira vez que eu vi um LO da , eu sabia que ela ficaria para sempre nos meus favoritos. Ela consegue alongar uma foto com tinta, textura e sensibilidade. É como se eu pudesse tocar no que ela estava sentindo quando estava fazendo uma página de tão emocionante que ela é.
Foi por isso que resolvi liftá-la. Queria captar essa atmosfera que vibra de cada LO.
Eu até gostei de fazer, mas acho não consegui me adaptar. Ainda.

O que eu mais gosto quando vejo um LO com tinta é a textura causada pelas pinceladas. Nesse LO, usei gesso, a técnica do canudinho que a Fê ensinou e a técnica da fita crepe. Na foto de cima, eu quis fazer um efeito 3D. Recortei e colei com fita banana só a parte da silueta do nossos corpos.

As borboletas foram feitas com carimbos, depois que a tinta secou.

Mas olha só o ponto de vista dessa foto! Não ficou incrível? Até me anima a tentar mais, mas como eu adoro fotografia, eu sei que uma boa foto engana muita gente, hahahaha!

Pin It button on image hover